terça-feira, 7 de março de 2017

Estou de Volta!

Olá meninas, tudo bem?

Hoje vou explicar para vocês o que aconteceu para que eu sumisse de repente.

Acho que a maioria já deve suspeitar, mas o que aconteceu é que o Daniel não quis mais esperar e veio um mês antes!
Ele acabou nascendo de 36 semanas (oito meses) e agora já estamos em casa, bem e nos adaptando a nova rotina.

Estou de Volta!

Estou de Volta! 

Então, foi um susto e tanto. No dia 15/02 eu tinha uma consulta de pré natal de rotina. Chegando lá, a médica viu que eu estava com a pressão muito alta (nunca tinha tido pressão alta antes) e no exame tinha 1 dedo de dilatação! Quando ela disse isso meu coração quase parou. 

Na hora ela me encaminhou para o hospital para fazer mais exames. Fiquei um pouco nervosa, mas eram só uns exames né?
Mesmo assim, liguei para o meu marido ir comigo.
Chegando lá o primeiro exame que tinha que fazer era de urina, quando fui colher, já vi que estava com sangramento.
A médica de plantão já disse que eu ia ter que ficar internada. Aconteceu tudo tão rápido que nem deu tempo de ficar mais nervosa.

Acabei internando e me deixaram em observação até a manhã seguinte (isso eram umas 18h quando cheguei no hospital).
De manhã quando a minha médica veio me ver, disse que não dava mais para esperar, o Dani teria que nascer naquele dia, pois meus exames estavam muito alterados, a pressão muito alta, sangramento e dilatação. Não dava pra voltar pra casa.

Nisso eu ainda insistia que queria o parto normal, ela concordou e disse que iam tentar induzir com medicação, porque não tinha evoluído a minha dilatação.

Acabei ficando nove horas recebendo ocitocina na veia direto, e nada. Não tive dor nem dilatação.
Até que a médica deu a noticia, não dava mais para esperar, ia ter que fazer uma cesariana.

Nessa hora eu quase entrei em pânico. Era tudo o que eu não queria, mas não tinha mais como esperar, o bebê já estava começando a entrar em sofrimento. Chorando, aceitei.

O procedimento em si foi tranquilo, tudo muito rápido e impessoal. Mal vi ele logo que nasceu pois por ser prematuro foi direto ser examinado pelo pediatra. Acabou ficando em observação e recebendo oxigênio, porque não conseguia respirar sozinho.

Depois de um tempo ele estabilizou e levaram para ficar comigo na sala de recuperação.

Dani nasceu às 17h02 do dia 16/02/2017 com 2,945 kg.

Estou de Volta!

Bom, aí é que o bicho pega. Quando passa o efeito da anestesia...gente, que dor dos infernos!!! O troço dói demais! Eu praticamente desmaiei duas vezes de tanta dor, passei dopada de remédios para conseguir aguentar.
Se não fosse pelo meu marido junto, eu não conseguia nem pegar o bebê no colo de tanta dor e chapada de remédios.

Na volta pra casa as dificuldades continuam, só hoje, quase 20 dias depois é que a dor deu uma aliviada. Ainda sinto dor dependendo do movimento que faço.

Estou exausta, o Dani simplesmente não dorme a noite, ele tem muita dor de barriga. Tenho dormido umas duas horas por noite, quando muito. 

Mas quando olho para ele, sinto que tudo vale a pena, é uma dádiva a gente ter um filho.

Estou de Volta!

Tentarei postar sempre que possível aqui no blog, mas agora dependo dele deixar. Até porque tenho aproveitado quando ele dorme, para tirar um cochilo também.

Espero que compreendam e continuem acompanhando o blog e as redes sociais!

Beijos


0 comentários:

Postar um comentário